sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Militares sofrem agressões em treinamento das Forças Armadas


Tapas, chicotadas, humilhação no treinamento de uma tropa de elite. As agressões aconteceram no pelotão de operações especiais da Aeronáutica, em Belém. O vídeo foi gravado no ano passado e divulgado agora.

 

Se o soldado demora para guardar a mochila é punido com pauladas nas costas, tapas no rosto e golpes na perna. Repare no tipo de orientação que o instrutor dá, entre uma agressão e outra:
"O ajuste aqui, senhores, é entre os senhores mesmo. É lambada da moda mesmo, é para quebrar no pau".
Depois de três minutos de chicotadas, um soldado se contorce de dor.
O Comando da Aeronáutica em Belém abriu inquérito policial militar para apurar as agressões sofridas por militares durante um treinamento realizado no 1º Comar. O caso de abuso foi denunciado pela TV Liberal nesta quarta-feira (15).
As imagens da humilhação aos militares foram gravadas há um ano durante um estágio de operações especiais. De acordo com a Aeronáutica, nesse estágio ocorrem instruções especializadas para militares já engajados e voluntários interessados em compor o Pelotão de Operações Especiais, tropa de elite da organização, grupo capacitado para atuar em situações de extrema periculosidade, pressão psicológica e alta complexidade.
Tais fatos, contudo, não são incomuns nas Forças Armadas. A maioria dos homens e mulheres que já serviram o Exército, Marinha e Aeronáutica conhecem histórias de abusos semelhantes.
Não obstante o discurso padrão dos chefes militares de que"repudiam abusos e constrangimentos", somente quando é possível apresentar uma prova como o vídeo em questão é que alguma atitude mais severa é adotada.
Cabe a sociedade repudiar e à Justiça julgar os antiquados métodos de treinamento utilizados ainda hoje pelos militares, especialmente porque são os jovens e indefesos filhos de nossa nação que estão submetidos ao serviço militar.



Fonte: Jornal Hoje e LatinAmericaBrazil
http://www.youtube.com/user/LatinAmericaBrazilhttp://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/12/aeronautica-investiga-agressoes-em-treinamento-das-forcas-armadas.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário