quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ex-Comandante-Geral da Brigada Militar do Rio Grande do Sul é condenado


A partir de denúncia oferecida pela Promotoria de Justiça Militar, o coronel da reserva e ex-comandante-geral da Brigada Militar Nilson Nobre Bueno foi condenado a dois anos e meio de prisão por estelionato e falsidade ideológica.

Conforme sustentou o promotor de Justiça João Barcelos de Souza Júnior em julgamento realizado na última terça-feira, no Tribunal Militar, o coronel utilizou diárias indevidamente e protegeu uma aluna-oficial ao arquivar um processo interno contra ela.

“Caso a pena seja confirmada após o recurso da defesa, ele terá de ficar na cadeia, terá de cumprir pena no Presídio da Brigada Militar”, reitera o Promotor.

Nilson Nobre Bueno comandou a corporação entre 2007 e 2008. A decisão do Tribunal Militar de condená-lo foi unânime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário